1/2/2020
ALERTA NA FUNDAC Servidores anunciam paralisação de todas as unidades na próxima segunda









Sai governo, entra governo (girassol) e seguem os problemas nas unidades da Fundac. Há anos, os servidores esperam por um tratamento minimamente digno por parte do poder público. Que não vem. Agora, os servidores decidiram iniciar, na próxima segunda (dia 3), uma paralisação de advertência de 48 horas em todas as suas unidades. É um alerta do que poderá ser uma greve por tempo indeterminado.

Os servidores cobram a tramitação do projeto de revisão do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração- PCCR, que, desde 2014, vem sendo prometido e não cumprido. Diz nota do Sintac (sindicato da categoria): “Durante todo esse tempo, o Sintac esteve cobrando e lutando junto à Fundac, à Secretaria de Desenvolvimento Humano e até à Secretaria da Administração, por meio de Graça Aquino, pelo encaminhamento do envio do projeto para a Assembleia Legislativa, uma vez que a comissão nomeada pelo Governo, inclusive com a participação de membros do Sindicato, já concluiu pela segunda vez todo o trabalho.”

Segundo Márcio Philippe, presidente do Sintac, “inclusive pelos anos que prometem para a nossa categoria esse plano, já deveria ter sido aprovado, no entanto não se encontra nem no Palácio da Redenção, imagina no Poder Legislativo para sua devida votação, pelo contrário está onde sempre esteve, engavetado”.

Ele acrescentou que os servidores da Fundac “não aguentam mais tanto desrespeito e descaso com uma categoria profissional que presta serviços importantes à sociedade. O PCCR é aguardado pela categoria como a redenção por todo tipo de dificuldade que enfrenta no cotidiano da execução das medidas socioeducativas, inclusive risco de morte.

“Nem aposentar decentemente podemos e agora com esse projeto de reforma da previdência complicou ainda mais a situação, portanto estaremos junto com o Fórum dos Servidores também nesta luta para colocar abaixo esse projeto danoso, que aumenta a alíquota de desconto de 11 para 14% e pela dignidade de todo o funcionalismo público estadual”, destacou Márcio.


FONTE: Redação - HELDER MOURA


  Escreva um comentário para essa Notícia

  NOME:   CIDADE:   ESTADO:   COMENTÁRIO:
CÓDIGO: 6129        REPITA O CÓDIGO:   
Este espaço contempla os leitores do nosso site, objetivando proporcionar maior interação entre eles. Vale salientar que as opiniões expressas aqui postadas, não representam a opinião da diretoria do SINDEPOL/PB. Comentários anônimos, desconexos ou sem sentido em relação ao assunto comentado serão descartados pela administração do site.
VOLTAR