30/10/2017
Paraíba tem redução de 12,6% nas mortes violentas, diz estudo



A Paraíba registrou 1.322 mortes violentas intencionais em 2016. Os dados são do 11º Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança, divulgado nesta segunda-feira (30), divulgado pela Folha de São Paulo nesta segunda-feira (30). Comparado aos números de 2015, o balanço é considerado positivo, representando uma redução de 12,6%, terceira maior redução do país.

Conforme o estudo, foram 180 mortes a menos no território paraibano entre 2015 e 2016.

O governador Ricardo Coutinho disse que desde 2012 a Paraíba vem reduzido os índices de criminalidade. Mesmo assim, o governador disse que ainda não está satisfeito e que vai ampliar os esforços para reduzir mais esses números. "Nós temos que baixá-los cada vez mais", disse Ricardo.

O anuário é elaborado a partir de estatísticas oficiais da autoridades de segurança. O estudo concentra registros de homicídios dolosos, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Também entram na conta as mortes envolvendo policiais, os casos em que eles são vítimas e também os que são responsáveis pelas mortes.

No Amazonas, a taxa de redução de mortes violentas intencionais foi a maior do país: 19,9%, enquanto no Ceará foi de 14,2%.

Na Paraíba, a maior quantidade de registros é de homicídios dolosos, um total de 1.278. Mas nesta categoria também houve redução, já que no ano anterior foram 1.446.

No Brasil foram mais de 61,6 mil mortes violentas.

Os três estados mais violentos, tomando a média de mortes como referência, estão na região Nordeste. Sergipe registrou 64/100 mil habitantes, o Rio Grande do Norte teve 56,9 e Alagoas, registrou 55,9. Quando se analisa a variação entre os dois anos, o Amapá aparece com uma crescente de 52,1% bem à frente dos demais estados da federação.

O índice da Paraíba é de 33,1 por 100 mil habitantes, em 2016


FONTE: Redação - click pb


  Escreva um comentário para essa Notícia

  NOME:   CIDADE:   ESTADO:   COMENTÁRIO:
CÓDIGO: 261330        REPITA O CÓDIGO:   
Este espaço contempla os leitores do nosso site, objetivando proporcionar maior interação entre eles. Vale salientar que as opiniões expressas aqui postadas, não representam a opinião da diretoria do SINDEPOL/PB. Comentários anônimos, desconexos ou sem sentido em relação ao assunto comentado serão descartados pela administração do site.
VOLTAR