18/07/2016
21 COISAS QUE VOCÊ DEVIA SABER SOBRE SALVADORA



Os habitantes são chamados de soteropolitanos. Por sinal, soteropólis significa em grego “cidade do Salvador”, uma homenagem a Jesus, visto pelos cristãos como salvador da humanidade.



A Baía de Todos os Santos recebeu esse nome por ter sido descoberta no Dia de Todos os Santos, um dos mais importantes do calendário católico romano.



Com aproximadamente 3 milhões de habitantes, Salvador é a terceira cidade mais populosa do Brasil (as duas primeiras são São Paulo e Rio de Janeiro) e a primeira do Nordeste.



A maior parte da população – em torno de 80%, para ser mais específico – possui antepassados africanos. Salvador é a capital com maior proporção de negros e pardos do Brasil.



A região metropolitana de Salvador envolve os seguintes municípios: Salvador, Camaçari, Candeias, Dias D´Ávila, Simões Filho, Vera Cruz, Lauro de Freitas, Itaparica, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, São Sebastião do Passé e São Francisco do Conde.



Com 70 mil habitantes, o bairro de Brotas é o mais populoso da cidade.



O bairro com maior percentual de negros é Pernambués, com 53 mil pessoas de origem africana. Tido como o bairro mais negro da cidade, a Liberdade nem sequer está entre os cinco mais representativos da negritude local.



Salvador foi a primeira capital do Brasil até 1 763.



A primeira escola de medicina do Brasil foi fundada em Salvador.



Encontradas em quase todo o Centro Histórico, as baianas do acarajé possuem um dia só para elas. O Dia da Baiana do Acarajé é comemorado em 25 de Novembro.



Famoso em todo o país, o Elevador Lacerda foi na época da inauguração – mais propriamente em 08 de dezembro de 1 873 – o mais alto do mundo. Foi também o primeiro elevador do Brasil.



O Farol da Barra é assim chamado por fazer parte do Forte de Santo Antônio da Barra. Ele é também conhecido como Forte de Santo Antônio.



Apesar de ser o mais famoso, o Forte de Santo Antônio não é o único. Salvador possui ainda fortes como o de São Marcelo, de São Diogo e de Santa Maria, que valem a pena a visita. O detalhe: ao visitar alguns, os turistas podem apreciar obras de artistas radicados na Bahia, como o argentino Carybé e o francês Pierre Vergé.



O Pelourinho é um bairro do Centro Histórico com um imenso conjunto arquitetônico de influência portuguesa. A palavra pelourinho faz menção ao local onde prisioneiros e escravos eram expostos e castigados, normalmente em público.



Uma das mais famosas referências do Pelourinho é a Casa de Jorge Amado ou Casa do Rio Vermelho, onde funciona uma instituição museológica em homenagem ao escritor baiano Jorge Amado, autor de livros como Tieta do Agreste e Capitães da Areia.



Com mais de 300 igrejas católicas – dizem que são 365, uma para cada dia do ano – Salvador reúne um conjunto arquitetônico barroco impressionante. Mas gostando ou não de seus acervos artísticos, os turistas procuram sobretudo a igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, o Convento de São Francisco, a Catedral Basílica e a Senhor do Bonfim. Aliás…



A igreja do Senhor do Bonfim é uma das mais procuradas pelos soteropolitanos. Ela leva o nome do padroeiro do estado, além de ser símbolo do sincretismo religioso. É lá que ocorre a famosa “lavagem das escadarias do Bonfim”. É também a igreja onde turistas e locais amarram a fitinha do Bonfim nas grades (dizem que deve ser uma fitinha para cada pedido).



Você sabia que existe em Salvador um museu especializado em azulejos? Pois o Museu da Cerâmica Udo Knoff atrai visitantes justamente por mostrar os belos trabalhos de azulejaria da cidade e de artistas dos mais diversos países. A instituição recebeu esse nome em homenagem ao alemão Udo Knoff, um apaixonado por esse tipo de arte.



O carnaval de Salvador atrai em torno de 2 milhões de visitantes por ano.



A folia do carnaval soteropolitano é distribuída em três circuitos principais: Batatinha (Centro histórico), Osmar (Campo Grande – Avenida) e Dodô (Barra-Ondina). Ele envolve em torno de 230 blocos, trios elétricos, grupos de percussão e afoxés.



Imagem acima: Elevador Lacerda com o Mercado Modelo e o Forte de São Marcelo ao fundo.



Fontes: Wikipédia, Guia dos Curiosos, Guia Quatro Rodas, Viaje Aqui, O Globo.



VOLTAR